Adriene - Dri Fotografia

Adriene - Dri Fotografia
Adriene - Dri Fotografia

Fotógrafa de família, de encontros, de amor, de coração. Fotografia documental, ensaios e eventos com afeto e acolhimento. Campinas, SP

followers count: 714
followers rank: 0
likes count: 1,083
like rank: 0

adriene_felipee

Account rate

Mathematical model that shows the popularity of an account relative to others.

Statistics

0
Average likes per post
0
Average comments per post

Photos and videos ratio

3%videos
97%photos
Curiosidades sobre a foto:
Eu deitei no chão pra fazer e tinha chovido. Depois fui ao mercado com o shorts todo sujo de barro sem perceber.
A parreira só tinha mais uns dois cachos de uva. Mas eles conseguiram fazer a procura delas divertidas pra Cora.
Vivemos 50 tons de sol em 40 minutos naquela manhã. 😅
Esse ensaio foi feito num dos meus lugares favoritos da vida.

Essa família é muito especial pra minha.

Adriene - Dri Fotografia

Curiosidades sobre a foto: Eu deitei no chão pra fazer e tinha chovido. Depois fui ao mercado com o shorts todo sujo de barro sem perceber. A parreira só tinha mais uns dois cachos de uva. Mas eles conseguiram fazer a procura delas divertidas pra Cora. Vivemos 50 tons de sol em 40 minutos naquela manhã. 😅 Esse ensaio foi feito num dos meus lugares favoritos da vida. Essa família é muito especial pra minha.

E nessa mágica, te faz sentir e entender e viver aquele momento de novo. Nunca igual, sempre com um +.

Adriene - Dri Fotografia

E nessa mágica, te faz sentir e entender e viver aquele momento de novo. Nunca igual, sempre com um +.

Adriene - Dri Fotografia

Uma bagunça cheia de amor pra chamar de sua. Uma cheia de sensações, sentimentos, cores, lutas. Uma que eu amo observar, admirar, contar, fotografar. 💛

Feliz Ano Novo, gente! Parece que já tem três meses que o ano começou, mas foram só 21 dias. 
Então bora olha pra frente. Agarrar qualquer pedacinho de esperança que a gente encontrar e viver. Com fé, com amor.
É o que eu quero desejar pra iniciar esse ano aqui.
Também desejo muitas histórias contadas, encontros de alma, amor.

Como faremos isso acontecer?
Veremos nas próximas semanas.

Quanto a você:
Obrigada por estar aqui. Me lendo, me vendo, me sendo.

Vem que eu quero contar a sua história!

Adriene - Dri Fotografia

Feliz Ano Novo, gente! Parece que já tem três meses que o ano começou, mas foram só 21 dias. Então bora olha pra frente. Agarrar qualquer pedacinho de esperança que a gente encontrar e viver. Com fé, com amor. É o que eu quero desejar pra iniciar esse ano aqui. Também desejo muitas histórias contadas, encontros de alma, amor. Como faremos isso acontecer? Veremos nas próximas semanas. Quanto a você: Obrigada por estar aqui. Me lendo, me vendo, me sendo. Vem que eu quero contar a sua história!

Ver, rever, eternizar

Desde de pequenininha, eu me lembro de ser fascinada por histórias. Histórias de lugares, de pessoas, de vivências. Eu amo essa compreensão do presente por meio das pistas que a gente tem do passado. 

Quando fui estudar fotografia, ouvi muito que a foto perfeita depende de uma boa luz, um bom enquadramento, de acertar o foco. 
De fato, essa é a base de uma boa foto. Mas eu aprendi o que é uma perfeita muitos anos antes de saber fotografar. Uma foto perfeita conta algo, conta histórias.
Hoje homenageio essa mulher que, de diversas formas, me ensinou a identificar essas histórias. A Sílvia foi minha professora de literatura e depois virou amiga. Ela mudou a minha forma de olhar pra vida de diversas formas. Com poemas, contos, crônicas, debates, conversas. Foi usando as palavras com tanta paixão que ela me ensinou infinitas e lindas possibilidades de levar o nosso bom pro mundo.

"Para ser grande, sê inteiro..." é o começo de um poema do Ricardo Reis (heterônimo do F.Pessoa) que ela ama e, por causa dela, eu também. Mas além disso é algo que ela me ensinou e sou absurdamente grata.
Ser inteira, fazer o melhor que puder, ter amor como base. Sim, estou falando dela e da foto perfeita.
Sílvia, que a sua vida seja cheia de fotos perfeitas.  Não porque todo momento é perfeito, mas porque é vivido e do melhor jeito possível.
Feliz aniversáriooo!

Com amor

Dri

Adriene - Dri Fotografia

Ver, rever, eternizar Desde de pequenininha, eu me lembro de ser fascinada por histórias. Histórias de lugares, de pessoas, de vivências. Eu amo essa compreensão do presente por meio das pistas que a gente tem do passado. Quando fui estudar fotografia, ouvi muito que a foto perfeita depende de uma boa luz, um bom enquadramento, de acertar o foco. De fato, essa é a base de uma boa foto. Mas eu aprendi o que é uma perfeita muitos anos antes de saber fotografar. Uma foto perfeita conta algo, conta histórias. Hoje homenageio essa mulher que, de diversas formas, me ensinou a identificar essas histórias. A Sílvia foi minha professora de literatura e depois virou amiga. Ela mudou a minha forma de olhar pra vida de diversas formas. Com poemas, contos, crônicas, debates, conversas. Foi usando as palavras com tanta paixão que ela me ensinou infinitas e lindas possibilidades de levar o nosso bom pro mundo. "Para ser grande, sê inteiro..." é o começo de um poema do Ricardo Reis (heterônimo do F.Pessoa) que ela ama e, por causa dela, eu também. Mas além disso é algo que ela me ensinou e sou absurdamente grata. Ser inteira, fazer o melhor que puder, ter amor como base. Sim, estou falando dela e da foto perfeita. Sílvia, que a sua vida seja cheia de fotos perfeitas. Não porque todo momento é perfeito, mas porque é vivido e do melhor jeito possível. Feliz aniversáriooo! Com amor Dri

Minha amizade com essa mamãe começou na mesma época que ela recebeu esse título.
De lá pra cá, foram muitas partilhas. Partilhas de experiências, crises, vitórias e confiança.
A Gabi também é fotógrafa e já confiou em mim diversas vezes pra contar a história dela com o meu olhar e meu carinho. Que honra! 
Que honra olhar pra esse amor, cuidado e dedicação que a Luna recebe e eterniza-los assim.

Obrigada, Gabi
Obrigada, Luna

Obrigada, fotografia!

Adriene - Dri Fotografia

Minha amizade com essa mamãe começou na mesma época que ela recebeu esse título. De lá pra cá, foram muitas partilhas. Partilhas de experiências, crises, vitórias e confiança. A Gabi também é fotógrafa e já confiou em mim diversas vezes pra contar a história dela com o meu olhar e meu carinho. Que honra! Que honra olhar pra esse amor, cuidado e dedicação que a Luna recebe e eterniza-los assim. Obrigada, Gabi Obrigada, Luna Obrigada, fotografia!

Hoje eu completo 30 anos e resolvi fazer uma lista de coisas especiais que vivi até agora.
É bem mais divertido do que conferir a lista da Internet de coisas que você deveria fazer até os 30.

Mas enfim, eu vim falar sobre um dos primeiros itens que eu tive certeza.
Isso aqui. Esse mundo. Essa escolha. Essas histórias. A fotografia.
Eu não canso de falar de histórias aqui e cá estou olhando pra minha e abraçando as de todos vocês que me transformaram e me fizeram sentir assim: tão realizada.
Minha lista começa com essa alegria de ter encontrado algo que eu amo tanto fazer e trabalhar com isso.
Mais do que isso, ela começa me mostrando o meu privilégio de conhecer tantos mundos e pessoas e formas de amor. 
Hoje eu trinto mergulhada na certeza de que existe amor,  de que ele vale a pena e eu quero e amo registrá-lo. =)

Adriene - Dri Fotografia

Hoje eu completo 30 anos e resolvi fazer uma lista de coisas especiais que vivi até agora. É bem mais divertido do que conferir a lista da Internet de coisas que você deveria fazer até os 30. Mas enfim, eu vim falar sobre um dos primeiros itens que eu tive certeza. Isso aqui. Esse mundo. Essa escolha. Essas histórias. A fotografia. Eu não canso de falar de histórias aqui e cá estou olhando pra minha e abraçando as de todos vocês que me transformaram e me fizeram sentir assim: tão realizada. Minha lista começa com essa alegria de ter encontrado algo que eu amo tanto fazer e trabalhar com isso. Mais do que isso, ela começa me mostrando o meu privilégio de conhecer tantos mundos e pessoas e formas de amor. Hoje eu trinto mergulhada na certeza de que existe amor, de que ele vale a pena e eu quero e amo registrá-lo. =)

O Luke vive na lista dos danados... mas a diversão é histórias com ele são garantidas!

Quem garante as suas?
Você registra a sua história?

Adriene - Dri Fotografia

O Luke vive na lista dos danados... mas a diversão é histórias com ele são garantidas! Quem garante as suas? Você registra a sua história?

Tem dias que a gente também cansa e tudo o que precisa é um ombro (ou um joelho) pra repousar.
❤

Adriene - Dri Fotografia

Tem dias que a gente também cansa e tudo o que precisa é um ombro (ou um joelho) pra repousar. ❤

Adriene - Dri Fotografia

O que vem a sua mente quando você pensa em Natal? Presépio? Ceia? Papai Noel? Família? Na minha mente vem uma sensação de pertencimento, de aconchego. Aqui na minha família temos certos momentos que poderíamos chamar de tradições como a montagem do Presépio ou as toalhas natalinas que forram as mesas, coisas simples. Mas nas coisas simples eu encontro um tanto que me faz eu. Um tanto que faz p nós, um tanto que me faz ser. A ideia do ensaio de Natal é registrar, eternizar esse momentos, essas histórias que nos pertencem, essas pessoas que nos acolhem e nós chamamos de família... Um ensaio em casa, ou na vovó, ou na titia, ou no lugar que que vc quer se lembrar que fez parte do seu Natal. Quer saber mais? Me chama aqui pra eu contar pra você!

O José e o Miguel já cresceram um tanto e, apesar daquela sensação estranha de quando a gente pensa "nossa, até ontem eles eram bebês!!", eu sou extremamente feliz de saber que eles tem fotos como essas pra olhar e entender um pouco da própria história.
Tipo o que? Que o José amava dinossauros, que o colo do papai tinha um baita ibope e o cheiro na mamãe sempre foi a coisa mais gostosa de dar...
Que eles sempre foram muito amados e acochegados nesses colos, beijos, sorrisos, cuidados.

Obrigada Rafa e Raul pela chance de contar essa história!

Adriene - Dri Fotografia

O José e o Miguel já cresceram um tanto e, apesar daquela sensação estranha de quando a gente pensa "nossa, até ontem eles eram bebês!!", eu sou extremamente feliz de saber que eles tem fotos como essas pra olhar e entender um pouco da própria história. Tipo o que? Que o José amava dinossauros, que o colo do papai tinha um baita ibope e o cheiro na mamãe sempre foi a coisa mais gostosa de dar... Que eles sempre foram muito amados e acochegados nesses colos, beijos, sorrisos, cuidados. Obrigada Rafa e Raul pela chance de contar essa história!

Adriene - Dri Fotografia

Já mostrei essas fotos nos stories, mas quis deixar aqui também... 5 momentos de bebês que amo fotografar: - Amamentação e a troca de olhares, a conexão... - Hora do banho e toda a diversão que ela envolve - Gargalhada, aquele som que preenche a gente de doçura - Segurando o pézinho e a elasticidade que eu sinto falta, rs - Hora do papá. O simbolismo disso e a sujeira toda... E por aí? Quais momentos do seu bebê que você ama ter registrados? Me conta aqui nos comentários!

Duas emoções. Minha fotografia é sobre isso.
A emoção daquele momento, o sentimento se manifestando bem ali na minha frente (ou lente). E a emoção da memória, aquilo que a gente sente ao olhar pra aquele registro.
Rir junto, conversar sem pressa, orar junto, trocar, abraçar, viver, sentir aquele segundo e poder aquecer o coração com a lembrança dele. É o que vejo na fotografia documental de família. Um instante decisivo. Duas emoções.

Adriene - Dri Fotografia

Duas emoções. Minha fotografia é sobre isso. A emoção daquele momento, o sentimento se manifestando bem ali na minha frente (ou lente). E a emoção da memória, aquilo que a gente sente ao olhar pra aquele registro. Rir junto, conversar sem pressa, orar junto, trocar, abraçar, viver, sentir aquele segundo e poder aquecer o coração com a lembrança dele. É o que vejo na fotografia documental de família. Um instante decisivo. Duas emoções.

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade

Adriene - Dri Fotografia

Memória Amar o perdido deixa confundido este coração. Nada pode o olvido contra o sem sentido apelo do Não. As coisas tangíveis tornam-se insensíveis à palma da mão Mas as coisas findas muito mais que lindas, essas ficarão. Carlos Drummond de Andrade

Te desafio a não sorrir depois de olhar pra esse sorriso por 2 segundos.
Eu não preciso nem de meio.

💛

Adriene - Dri Fotografia

Te desafio a não sorrir depois de olhar pra esse sorriso por 2 segundos. Eu não preciso nem de meio. 💛

Hoje nos stories, mostrei um pouquinho da lindeza que foi a festa da Helena no ano passado.
Aproveitando toda essa cor e alegria dela, resolvi contar um pequeno causo aqui pra vocês...

Há alguns dias, eu conversava com uma amiga que me conhece a vida toda. Nós olhávamos fotos, falávamos sobre a infância, aquela nostalgia do amor, rs
Até que chegamos às fotos do meu quinto aniversário...
Um dia vou contar a história toda dele, mas o que importa aqui foi o que minha amiga disse: "Nossa, Dri. Era incrível ver o quanto você estava feliz e aproveitava aquela festa. Eu nunca vi uma criança curtir tanto o próprio aniversário..."
Ela tinha razão. Eu não cabia em mim de tanta felicidade. Eu aproveitei demais aquele dia. Lembro de mil detalhes.

Esse também foi o quinto aniversário da Helena e tenho certeza de que, assim como eu, ela transbordava de amor pela vida em cada sorriso. 
Transbordava num sorriso que eu jamais vou esquecer e nem ela. Um sorriso que alguém registrou e a gente vai sempre poder olhar e reviver. 
Um registro que faz essa celebração eterna.

Adriene - Dri Fotografia

Hoje nos stories, mostrei um pouquinho da lindeza que foi a festa da Helena no ano passado. Aproveitando toda essa cor e alegria dela, resolvi contar um pequeno causo aqui pra vocês... Há alguns dias, eu conversava com uma amiga que me conhece a vida toda. Nós olhávamos fotos, falávamos sobre a infância, aquela nostalgia do amor, rs Até que chegamos às fotos do meu quinto aniversário... Um dia vou contar a história toda dele, mas o que importa aqui foi o que minha amiga disse: "Nossa, Dri. Era incrível ver o quanto você estava feliz e aproveitava aquela festa. Eu nunca vi uma criança curtir tanto o próprio aniversário..." Ela tinha razão. Eu não cabia em mim de tanta felicidade. Eu aproveitei demais aquele dia. Lembro de mil detalhes. Esse também foi o quinto aniversário da Helena e tenho certeza de que, assim como eu, ela transbordava de amor pela vida em cada sorriso. Transbordava num sorriso que eu jamais vou esquecer e nem ela. Um sorriso que alguém registrou e a gente vai sempre poder olhar e reviver. Um registro que faz essa celebração eterna.

Tantas, tantas, tantas formas pra falar de amor
Tantas as que eu posso ver, sentir, eternizar.

#aniversariomenina #aniversárioinfantil #aniversarionaquarentena #festa #fotografiafestaaniversario #fotografiacomamor #aniversariodecrianca #fotografiadetalhes
#contandosuahistória

Adriene - Dri Fotografia

Tantas, tantas, tantas formas pra falar de amor Tantas as que eu posso ver, sentir, eternizar. #aniversariomenina #aniversárioinfantil #aniversarionaquarentena #festa #fotografiafestaaniversario #fotografiacomamor #aniversariodecrianca #fotografiadetalhes #contandosuahistória

Adriene - Dri Fotografia

Hoje o Bernardo completou 4 aninhos. 4 anos que esses olhinhos lindos brilham aqui fora do forninho. E que ele me ensina e encanta com essa personalidade maravilhosa, com um sorriso sincero, com o jeitinho que ele cuida e fala com a vovó. Eu tenho o privilégio de acompanhar histórias na sua versão mais pura e cheia de amor. Com o Bê, esse privilégio é duplo porque vem junto com uma amizade que, só de pensar, meu coração já sorri. Vem junto com uma família que eu não escondo que amo. (Falo mesmo toda vez que a gente se encontra). Ressignificando qualquer momento que ele preenche um sorriso, ele veio. Com um monte de amor pra ser, viver e receber, ele veio. E como sou grata e encantada e feliz por isso. E como amo contar com o meu olhar e meu coração o quanto a vida ficou mais linda porque ele veio! Feliz aniversário, Bê Tia Dri te ama muito!!

Esse momento aqui, esse milésimo de segundo, esse piscar de olhos em que uma menininha sorri segura e cheia de luz... 
É nele que meu mundo pára pra eu ver toda a sua beleza.

Tem muito amor, dedicação, noites de pouco sono, aconchego no peito e colo envolvendo a Joana.
Tem muito mundo ficando melhor todo dia por causa dela.
❤

Adriene - Dri Fotografia

Esse momento aqui, esse milésimo de segundo, esse piscar de olhos em que uma menininha sorri segura e cheia de luz... É nele que meu mundo pára pra eu ver toda a sua beleza. Tem muito amor, dedicação, noites de pouco sono, aconchego no peito e colo envolvendo a Joana. Tem muito mundo ficando melhor todo dia por causa dela. ❤

Essa é a Joana
Ela completa 6 meses no sábado. 6 meses de muitas histórias e lutas e carinho e amor.
Joana é Graça. É prova do amor de Deus. (Eu sei e até o significado de nomes do Google sabe).
Nesses 6 meses, já deu pra aprender um monte de coisas com ela e sobre ela. Nesses 6 meses, amor não faltou.
O mundo já deu metade de uma volta em torno do Sol. Você trouxe mais beleza pra terra e pro sol!

Obrigada!

Que venham muitas histórias e voltas em torno do sol pra gente registrar e contar!

Adriene - Dri Fotografia

Essa é a Joana Ela completa 6 meses no sábado. 6 meses de muitas histórias e lutas e carinho e amor. Joana é Graça. É prova do amor de Deus. (Eu sei e até o significado de nomes do Google sabe). Nesses 6 meses, já deu pra aprender um monte de coisas com ela e sobre ela. Nesses 6 meses, amor não faltou. O mundo já deu metade de uma volta em torno do Sol. Você trouxe mais beleza pra terra e pro sol! Obrigada! Que venham muitas histórias e voltas em torno do sol pra gente registrar e contar!

Tenho me perguntando muito sobre as razões que me levam a fotografar.
Para além das minhas dificuldades com as redes e os posts espaçados, eu não posso dizer que respiro fotografia. E tá tudo bem.
Eu entendi que, na verdade, eu respiro vida. Histórias. De perto. E isso responde às minhas perguntas. Eu não penso em fotografia o tempo todo. Mas eu penso em laços, sentimentos, sorrisos, memórias. E, por isso eu fotografo.
Eu fotografo o que vivo, sinto, percebo. E amo fazer isso.

Eu amo partilhar e contar histórias. Eu sou isso. Fotografo por isso. Vivo dentro de tudo isso. 
💛

Adriene - Dri Fotografia

Tenho me perguntando muito sobre as razões que me levam a fotografar. Para além das minhas dificuldades com as redes e os posts espaçados, eu não posso dizer que respiro fotografia. E tá tudo bem. Eu entendi que, na verdade, eu respiro vida. Histórias. De perto. E isso responde às minhas perguntas. Eu não penso em fotografia o tempo todo. Mas eu penso em laços, sentimentos, sorrisos, memórias. E, por isso eu fotografo. Eu fotografo o que vivo, sinto, percebo. E amo fazer isso. Eu amo partilhar e contar histórias. Eu sou isso. Fotografo por isso. Vivo dentro de tudo isso. 💛

Eu já presenciei tanto, mas tanto amor de avós. Tudo tão forte e especial.
O Thomas já sabe e sente desde sempre e vai ter pra sempre esse amor pra olhar também.
⠀
⠀

Adriene - Dri Fotografia

Eu já presenciei tanto, mas tanto amor de avós. Tudo tão forte e especial. O Thomas já sabe e sente desde sempre e vai ter pra sempre esse amor pra olhar também. ⠀ ⠀

Sábado foi dia dos avós. Eu já perdi os meus há muito tempo, mas as memórias ficam. Sempre ficam. Resolvi então postar essa foto com esse texto que escrevi há algum tempo. 
Fala desse amor todo, da fotografia, dos momentos que ficam.
⠀
"Recebi essa foto recentemente e fiquei tão tão feliz e emocionada...
Eu vivo falando sobre a importância da fotografia, de registrar momentos que contam a nossa história. Amo as fotos espontâneas que retratam tais momentos tão claramente, mas aí estão as fotos posadas que me podem me dizem muito de quem fui também.
Essa senhora aí do meio é a minha avó, Dona Tereza. ( Dona Tereza era apelido, o nome dela era Terezinha ❤)
Tenho pouquíssimas fotos com ela e só o fato de ter encontrado mais uma já seria o suficiente pra dar um imenso valor pra essa.
Mas ai atrás da gente tem uma hortinha  que ficava no quintal da casa da minha tia onde eu adorava brincar. Por essa foto consigo lembrar tão claramente da textura do chão, do cheiro dos cômodos, da banheira que às vezes eu tomava banho, do quanto eu me divertia e amava ir pra lá.
Por essa foto posso lembrar da minha avó, da voz dela, do dia que ela nos ensinou a costurar usando jornais. Lembro inclusive a cor da linha que usei. Posso lembrar dos vestidos que ela usava que eram exatamente desse jeitinho.
Nessa foto também vejo o tamanho do meu sorriso e volto ao quanto eu era simplesmente uma menininha muito feliz. Tão feliz e tão aconchegada nessas pessoas e nessas pequenas histórias... O tempo realmente não volta, mas dou graças por essas memórias que construíram tanto de mim e em mim.
É, não é só uma foto, não?
A propósito, pessoas da foto: AMO vocês!!!"

Adriene - Dri Fotografia

Sábado foi dia dos avós. Eu já perdi os meus há muito tempo, mas as memórias ficam. Sempre ficam. Resolvi então postar essa foto com esse texto que escrevi há algum tempo. Fala desse amor todo, da fotografia, dos momentos que ficam. ⠀ "Recebi essa foto recentemente e fiquei tão tão feliz e emocionada... Eu vivo falando sobre a importância da fotografia, de registrar momentos que contam a nossa história. Amo as fotos espontâneas que retratam tais momentos tão claramente, mas aí estão as fotos posadas que me podem me dizem muito de quem fui também. Essa senhora aí do meio é a minha avó, Dona Tereza. ( Dona Tereza era apelido, o nome dela era Terezinha ❤) Tenho pouquíssimas fotos com ela e só o fato de ter encontrado mais uma já seria o suficiente pra dar um imenso valor pra essa. Mas ai atrás da gente tem uma hortinha que ficava no quintal da casa da minha tia onde eu adorava brincar. Por essa foto consigo lembrar tão claramente da textura do chão, do cheiro dos cômodos, da banheira que às vezes eu tomava banho, do quanto eu me divertia e amava ir pra lá. Por essa foto posso lembrar da minha avó, da voz dela, do dia que ela nos ensinou a costurar usando jornais. Lembro inclusive a cor da linha que usei. Posso lembrar dos vestidos que ela usava que eram exatamente desse jeitinho. Nessa foto também vejo o tamanho do meu sorriso e volto ao quanto eu era simplesmente uma menininha muito feliz. Tão feliz e tão aconchegada nessas pessoas e nessas pequenas histórias... O tempo realmente não volta, mas dou graças por essas memórias que construíram tanto de mim e em mim. É, não é só uma foto, não? A propósito, pessoas da foto: AMO vocês!!!"

Esse ano o dia dos pais vai ser um pouco diferente. Reuniões menores, conversas à distância, aquela saudade. Mas algo permanece, o amor.
E eu quero registrar um pouco do que fica. Marcar esses laços.
O mini ensaio do dia dos pais tem vagas limitadas.
Tomando todos os cuidados possíveis.
Eles serão em casa.
Valor: 300,00 ou 2x no cartão ou como sinal+entrega.
15 fotos entregues via nuvem
5 fotos reveladas
Com todo o meu carinho 💛

Adriene - Dri Fotografia

Esse ano o dia dos pais vai ser um pouco diferente. Reuniões menores, conversas à distância, aquela saudade. Mas algo permanece, o amor. E eu quero registrar um pouco do que fica. Marcar esses laços. O mini ensaio do dia dos pais tem vagas limitadas. Tomando todos os cuidados possíveis. Eles serão em casa. Valor: 300,00 ou 2x no cartão ou como sinal+entrega. 15 fotos entregues via nuvem 5 fotos reveladas Com todo o meu carinho 💛

Ontem lancei esse projeto pra contar quem nós fomos e vivemos nesses tempos de pandemia.
Sim, fotos posadas também fazem parte. Também lembram um momento, uma história, um espaço.
Essa família querida tem batido muitos papos nessa mesa no quintal. Também tem aprendido a fazer macarrão artesanal e muitos doces. 
Acho que a palavra partilha combina muito bem com eles =).

E você? O que aprendeu ou desaprendeu?
Eu, por exemplo, ao mesmo tempo que fiz várias coisas, desaprendi a ficar em pé por muitas horas, rs.

Adriene - Dri Fotografia

Ontem lancei esse projeto pra contar quem nós fomos e vivemos nesses tempos de pandemia. Sim, fotos posadas também fazem parte. Também lembram um momento, uma história, um espaço. Essa família querida tem batido muitos papos nessa mesa no quintal. Também tem aprendido a fazer macarrão artesanal e muitos doces. Acho que a palavra partilha combina muito bem com eles =). E você? O que aprendeu ou desaprendeu? Eu, por exemplo, ao mesmo tempo que fiz várias coisas, desaprendi a ficar em pé por muitas horas, rs.

Eu tenho ouvido muito que esse momento que estamos passando vai ser bem difícil de estudar daqui a alguns anos. E provavelmente, se o que for apresentado for uma copilação de datas, fatos, plot twists e duplo twists carpados, vai ser bem difícil mesmo. Tão difícil que a gente esquece em 2 segundos.
Eu não quero esquecer, eu não quero que esqueçam. São as nossas lembranças que nos ajudam a entender quem nós somos. 
Onde você estava? O que aprendeu de novo? O que te acalmou no meio do caos? Com quem você partilhou essa loucura?
O que você ensinou aos seus filhos? O que eles te ensinaram?

Em frente de casa, no quintal, na rua, na chuva, na fazenda… quero usar a fotografia documental pra te ajudar a guardar essas histórias. Com todos os cuidados possíveis,amor e respeito e num formato mini ensaio.
Vem saber mais! =)

Adriene - Dri Fotografia

Eu tenho ouvido muito que esse momento que estamos passando vai ser bem difícil de estudar daqui a alguns anos. E provavelmente, se o que for apresentado for uma copilação de datas, fatos, plot twists e duplo twists carpados, vai ser bem difícil mesmo. Tão difícil que a gente esquece em 2 segundos. Eu não quero esquecer, eu não quero que esqueçam. São as nossas lembranças que nos ajudam a entender quem nós somos. Onde você estava? O que aprendeu de novo? O que te acalmou no meio do caos? Com quem você partilhou essa loucura? O que você ensinou aos seus filhos? O que eles te ensinaram? Em frente de casa, no quintal, na rua, na chuva, na fazenda… quero usar a fotografia documental pra te ajudar a guardar essas histórias. Com todos os cuidados possíveis,amor e respeito e num formato mini ensaio. Vem saber mais! =)